Menu

Com compra de passagens em voos comerciais, OIM reforça a estratégia de interiorização do governo brasileiro

...

Com compra de passagens em voos comerciais, OIM reforça a estratégia de interiorização do governo brasileiro

OIM Brasil, 14 Sep 2020

URL: https://brazil.iom.int/news/com-compra-de-passagens-em-voos-comerciais-oim-refor%C3%A7a-estrat%C3%A9gia-de-interioriza%C3%A7%C3%A3o-do-governo
Manaus – A Estratégia de Interiorização de refugiados e migrantes venezuelanos executada pela Operação Acolhida do governo federal não parou durante a pandemia. Com o apoio da Organização Internacional para as Migrações (OIM), outras agencias do Sistema ONU e sociedade civil, as atividades continuaram, seguindo as medidas de prevenção à COVID-19, a levar venezuelanos de Boa Vista e Manaus para outros estados do país.

A Estratégia permite que os venezuelanos presentes na região Norte, fronteira com a Venezuela, e que desejam ficar no país, possam recomeçar suas vidas em outras localidades, aliviando também a ocupação dos abrigos e estruturas no estado de Roraima. Dessa forma, é possível a reunificação com familiares e amigos que já estão instalados em outros municípios, aceitar uma vaga de emprego em outra cidade ou garantir moradia em abrigos em outros estados.

Desde o início da Interiorização, em abril de 2018, até agosto de 2020, foram mais de 41 mil pessoas beneficiadas e a OIM acompanhou todos os processos com a Operação Acolhida. A Força Aérea Brasileira é responsável pelo transporte da maioria das pessoas, mas a compra de passagens aéreas em voos comerciais pela OIM permite dar mais flexibilidade e ampliar o alcance da estratégia, além de atender casos específicos que às vezes necessitam de atenção especial.

Com as passagens adquiridas pela OIM nesses mais de dois anos, já são quase sete mil refugiados e migrantes venezuelanos que puderam seguir em frente no Brasil. Desses, mais de três mil viajaram somente nos últimos meses, entre fevereiro e agosto, pois durante a pandemia a OIM aumentou a quantidade de bilhetes emitidos e intensificou seus esforços para que as atividades seguissem, sempre em segurança frente à crise sanitária.

CONFIRA AQUI O ÚLTIMO INFORME DE INTERIORIZAÇÃO

Entre os beneficiários mais recentes está a da família da venezuelana Darlenys D., 23. Ela, o marido, a irmã e o cunhado migraram para a cidade de Manaus, no estado do Amazonas, no início de 2019 decididos a encontrar melhores condições de trabalho, mas, principalmente, atendimento de saúde para a filha Carlianys, que na época tinha cinco meses. A menina nasceu com hemangioma, uma lesão nos vasos sanguíneos, e não conseguiu receber atendimento de saúde na cidade de origem.

Agora, a família dá mais um passo para se integrar no Brasil e alcançar seus objetivos. Com apoio da OIM, Darlenys, a filha Carlianys e mais uma bebê, que nasceu este ano, viajaram para Americana (SP), onde encontraram uma outra irmã de Darlenys. “Eu pensava em viajar há meses, mas as passagens são muito caras. Tudo mudou quando fui ao Posto de Triagem (Pitrig) em Manaus, recebi um panfleto e informações sobre a interiorização. Agora tenho esperança de que vou conseguir trabalho e minha irmã vai me ajudar a cuidar das minhas filhas”, relata a beneficiária.

Por viajar com duas crianças de menos de dois anos, Darnelys foi acompanhada de uma funcionária da OIM, pois as companhias aéreas só permitem uma criança de colo por adulto. Elas saíram de Manaus com destino a Campinas e de lá seguiram de carro até Americana. O marido de Darnelys permanecerá mais algumas semanas em Manaus, antes de se juntar a sua esposa e filhas.

Para Láiza, a assistente de projetos da OIM que acompanhou a família, é gratificante ver o resultado do seu trabalho na prática. “Nós fazemos todo o processo de interiorização e acompanhamos os beneficiários. Ver de tão perto que estamos ajudando as pessoas a se reconstruírem e se reunirem com seus familiares é motivador para seguirmos com nosso trabalho”, relata.

As atividades da OIM na Estratégia de Interiorização são realizadas com o apoio financeiro do Escritório de População, Refugiados e Migração (PRM) do Departamento de Estado dos Estados Unidos.